SEGURANÇA à Vida; PROTEÇÃO ao patrimônio; RESPEITO ao meio ambiente.

Recomendações

OBS:

Desde os anos 90 que por lei, de fato, somente quem pode assinar quaisquer projetos de Segurança contra Incêndios é o Engenheiro de Segurança do Trabalho. Concordemos, ou não, é Lei. (O famoso "Legalismo" brasileiro). O Rio de Janeiro, é um dos poucos estados, pelo meu conhecimento que tem sido bastante rígido neste sentido. É importante exigir, pois pelo menos segue-se a lei. Concodermos ou não com ela, frisando mais uma vez.


A Resolução nº. 359, de 31/ 07/ 1991, do CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia) define o Engenheiro de Segurança do Trabalho como o profissional legalmente habilitado que pode elaborar projetos de segurança contra incêndio (art. 4º, item 9, vide site http://www.confea.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home)
Vide link

1) TODO PROJETO EXECUTIVO DE QUAISQUER QUE SEJAM OS SISTEMAS DE DETEÇÃO E ALARME; DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS OU WATER MIST SYSTEM ETC.) DEVEM SER ELABORADOS POR PROFISSIONAIS TÉCNICOS COMPETENTES ATRAVÉS DE ANÁLISE DAS PLANTAS ARQUITETÔNICAS E DEMAIS CONJUNTOS DE PLANTAS RELAVENTES, BEM COMO VISITAS IN LOCO. USE A VISITA COMO UM CRITÉRIO DE DECISÃO NA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA QUE EXECUTARÁ O PROJETO, BEM COMO A INSTALAÇÃO.

2) PROCURE VER SE AS EMPRESAS CONTRATADAS TÊM A CULTURA DE ENFATIZAR O USO DE EPI´S PELOS SEUS FUNCIONÁRIOS.

3) GERENCIAMENTO DE RISCOS DE INCÊNDIOS E DEMAIS SINISTROS DEVE SER IMPLEMENTADO SOBRETUDO EM EDIFICAÇÕES COMERCIAIS, INDUSTRIAIS E AQUELAS QUE TENHAM GRANDE FLUXO DE USUÁRIOS. A EXTENSÃO DA METODOLOGIA 5S PODE SER UM BOM COMEÇO PARA UM PLANO PRELIMINAR E QUALITATIVO.

4) NOVIDADES TECNOLÓGICAS COMO SIMULAÇÃO ATRAVÉS DE MODELAGEM COMPUTACIONAL SÃO FERRAMENTAS DE APOIO E DEVEM SER UTILIZADAS DE FORMA RESPONSÁVEL E POR PROFISSIONAIS CAPACITADOS. "MODELAR PODE SER PRECISO EM ALGUNS CASOS, MAS PENSAR É SEMPRE NECESSÁRIO".  

WEBSITES de Instituições sérias de pesquisas que recomendamos:

Internacional:

NIST -National Institute of Standards and Technology (http://www.fire.nist.gov)

NFPA - National Fire Protection Association (http://www.nfpa.org)

SFPE - The Society of Fire Protection Engineers  (http://www.sfpe.org)

WPI - Worcester Polytechnic Institute (http://www.wpi.edu)

UoG - University of Greenwich (http://www2.gre.ac.uk)

University of Ulster (http://www.ulster.ac.uk)

University of Edimburgh (www.see.ed.ac.uk/fire)

BRE - Building Research Establishment (www.bre.co.uk/page.jsp?id=417)

 

Ingeniería DICTUC S.A. (a Fire Safety laboratory in South America capable to performe professional and accurate real fire tests. It is located in Chile):

http://www.dictuc.cl/ipf

http://www.dictuc.cl/comportamiento_materiales_ante_fuego

 

Nacional:

UPE - Universidade de Pernambuco (Estadual): (www.upe.br)

pt.wikipedia.org/wiki/Universidade_de_Pernambuco

University of Pernambuco: en.wikipedia.org/wiki/Universidade_de_Pernambuco

UFPE - Universidade Federal de Pernambuco (http://www.ufpe.br)

pt.wikipedia.org/wiki/Universidade_Federal_de_Pernambuco

Federal University of Pernambuco (en.wikipedia.org/wiki/Federal_University_of_Pernambuco)

CEERMA - Centro de Estudos e Ensaios em Risco e Modelagem Ambiental (http://cerma.com.br)

UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (http://www.ufrgs.br)

UnB - Universidade de Brasília (www.unb.br)

COPPE da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro): (www.coppe.ufrj.br)

 

 

 

 

 

 

Pesquisar no site

Contato

Dr. Rodrigo Machado Tavares, Ph.D. www.rmt-fire-crowd-safety.com

Skype: RMTengineering